trabalhar por conta própria

depois de um ano, algumas observações

Já faz mais de um ano que comecei a trabalhar por conta própria e acho um período bom pra fazer uma análise do que é melhor, do que é pior e do que é apenas diferente nessa rotina. Spoiler: tá sendo muito melhor do que eu esperava.

Como talvez caia nesse post alguém que não me conhece ou não acompanhou a história, acho que vale uma introdução rápida. Sou designer, trabalhei em algumas empresas da área e no meio do ano passado resolvi pedir as contas do meu último emprego para trabalhar como freelancer. Nesse período também fortaleci minha parceria com o Guilherme e nosso estúdiodeixou de estar em nosso segundo plano pra ser quase nossa única dedicação profissional.

Dada a introdução, vamos às considerações:

ESTOU TRABALHANDO MENOS

ESTOU GANHANDO MAIS

NÃO TENHO ROTINA

POSSO TOCAR PROJETOS PESSOAIS

(QUASE) NÃO PEGO MAIS TRÂNSITO OU TRANSPORTE LOTADO

NÃO SEI QUANTO VOU GANHAR NO FIM DO MÊS

O TRABALHO CHATO TEM QUE SER FEITO

É LEGAL TER UM CLIENTE FIXO

Enfim, essas são algumas observações sobre minha experiência como freelancer e sócio de um estúdio de design. Espero que sejam úteis pra quem pensa em abrir um negócio. ☺ Mais pra frente pretendo escrever sobre a experiência específica da sociedade com o Guilherme em um post, e sobre a experiência com o Visitei em outro.

Designer do estúdio Daó

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store